segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Um coração que ama


(Raquel Pereira)

Um coração que ama é um coração pronto a perdoar, pronto a derramar pelo caminho toda mágoa que o faz endurecer.
Um coração que ama pode até se entristecer, mas recobra a alegria, pois sabe que a vida continua a correr e correr.
Um coração que ama, sabe ser duro quando preciso, mas também está pronto a acolher.
Está pronto a se doar, passar por cima de todo rancor, pois sabe que cada dia que nasce, traz esperanças e leva embora sonhos, que precisam ser reconstruidos.
Um coração que ama, ama sem esperar, ama sem saber por que amar, apenas ama, recebe o sopro Divino, inspiração Magnifica que o manda: "Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda tua força".
Um coração que ama aceita a ordem do Pai e o ama, mas não só a Ele.
Como posso dizer que o Amo, se não consigo amar as pessoas a quem vejo? com quem convivo? com quem sinto? Nosso amor por muitas vezes é egoista.
É fácil amar quem nos agrada, quem tem em seus lábios palavras doces. Inaceitável porém nos parece amar aquelas pessoas que nos ferem. Como é complicado caminhar com quem mais parece uma pedra em nosso sapato.
Acho que foi exatamente por saber da dureza do nosso coração, que Cristo nos mandou amar, orar por quem nos persegue.
Nos dando assim uma grande e complicada tarefa a de simplismente amar "Amarás o teu próximo como a ti mesmo" .
Quem é esse meu próximo? poderia alguém questionar. A resposta encontramos na "parábola do Bom Samaritano", não é apenas aquele que faz parte dos meus vinculos de afetividade, mas sim todo aquele que precisa de ajuda.
Mesmo que seja aquela pessoa que me torce o nariz, mesmo que seja aquele da pedra no sapato, é nosso dever amar. Afinal:

O coração que ama, não espera que ninguém responda, simplesmente ama, pois assim nos mandou Jesus, que nos amou mesmo quando ainda estavamos separados dele, vivendo em toda sorte de pecado, não nos excluiu, mas nos resgatou por meio de seu amor.


Deuteronômio 6:5

Mateus 22:39

Parábola do Bom Samaritano: Lucas 10:25-37



Um comentário:

Ecoharmonia disse...

Minha Nora.

Seja feliz, ame.
Um dia descobri o valor que é amar, sem esperar recompensa e sim se doar.
Doar um pouco de si aos outros é uma tarefa difícil, mas vale apena, na hora que você menos espera vem a recompesa.
Este texto é muito lindo e simples se resume uma única palavra."AME".

PARABÉNS

Seu sogro